(Foto: Wikimedia Commons)

Que história é essa? Por que querem trazer médicos de fora?
Porque há falta de médicos em regiões como o Norte e Nordeste. E isso já faz bastante tempo.

Mas não tem médico brasileiro para ir a esses lugares?
Na teoria, sim. Mas existem vários problemas. Essas cidades com falta de médicos são distantes e tem uma estrutura muito ruim de trabalho, na maioria das vezes. E os médicos ganham pouco trabalhando para a saúde pública nesses lugares. Com tudo isso, eles preferem se concentrar em lugares como o Sudeste do país e em cidades maiores, onde há salários melhores, tanto na área pública quanto na particular.

Tá, então porque os médicos são contra os estrangeiros?
Não é que eles sejam exatamente contra, mas eles não gostaram do jeito que o governo pretende trazer os médicos. Quando um médico formado no exterior quer trabalhar aqui, ele tem que fazer uma prova de validação do diploma, que mostra se a formação dele é compatível com o nível mínimo que se exige no Brasil. O Ministério da Saúde quer colocar esses médicos para trabalhar aqui sem fazer essa prova, o que o Conselho Federal de Medicina (CFM) – entidade que regula a medicina no Brasil – considera um problema grave.

Não era mais fácil aumentar o salário e melhorar a estrutura desses lugares?
Bom, mais fácil eu não sei, mas parece mais lógico. O Ministério da Saúde diz que já está fazendo isso, mas não consegue preencher as vagas. Por isso, seria necessário trazer mais de 6 mil médicos de Cuba, Espanha e Portugal para que esses lugares não continuem sem atendimento.

Mas o que impede desses médicos de fora chegarem aqui e se mandarem para São Paulo e para o Rio?
Isso é preocupante mesmo, mas o ministério diz que eles só virão se concordarem em ficar nessas regiões. Não vão poder deixar o lugar para onde foram mandados. 

O que vai acontecer, então?
Por enquanto, a proposta do governo continua de pé, mas o CFM já mostrou que está bem insatisfeito e pode tomar alguma atitude. Mas ainda não veio nenhum médico. 

Saiba mais:
– Ministro da Saúde defende a ideia
Presidente do Conselho de Medicina é contra
Matéria da Carta Capital: “O Brasil precisa de médicos estrangeiros?”

Um comentário