Essa semana pegaram uns caras no pulo! Quem são essas pessoas? 
Você viu? Pegaram mesmo. Quatro pessoas que trabalharam na Secretaria da Receita durante a gestão de Gilberto Kassab foram presas a pedido do Ministério Público e da Controladoria-Geral do Município.

Mas o que eles fizeram?
Ainda não está provado, mas eles são acusados de desviar R$ 500 milhões através de um esquema de corrupção.

Bom, eles estão presos. Isso quer dizer que são culpados, não?
Não quer dizer, não. Foi decretada a chamada prisão preventiva deles por cinco dias. Isso quer dizer que vão ficar presos para que não fujam ou atrapalhem as investigações. Sempre te digo isso e repito: acusar não quer dizer provar. Pode ser que eles não sejam culpados. É para isso que serve o julgamento.

Certo, certo. Mas como eles roubaram tanto dinheiro assim?
Os acusadores, o MP e a Controladoria dizem que existia um esquema mais ou menos assim: Depois de pronta uma construção, a empresa que fez o prédio precisa pedir um documento na prefeitura que se chama “habite-se”, que autoriza a ocupação do local. Para conseguir essa autorização, é necessário pagar o ISS (Imposto Sobre Serviço). Era nesse momento que a coisa acontecia, diz o MP. Os funcionários da Secretaria da Receita emitiam uma guia com um valor mais alto do que deveria ser cobrado.

Ué, mas as empresas não reclamavam?
Reclamavam, mas aí ela recebiam uma oferta tentadora: se depositassem um valor combinado (que era de centenas de milhares) na conta de um desses funcionários, teriam de pagar menos impostos e conseguiriam o “habite-se”.

Tá, mas aí elas não estão erradas também?
Pode ser que sim, mas isso ainda sendo investigado.

Eu vi umas fotos de um Porsche, umas motos… O que isso tem a ver?
Esses são bens que foram apreendidos pela polícia durante a operação que prendeu os suspeitos. Podem servir para provar que havia de fato um esquema de corrupção.

Por quê? Os caras não podem comprar o que eles querem?
Poder eles podem, mas um Porsche (que custa R$ 400 mil) é carro muito caro para pessoas que ganham, no máximo, R$ 24 mil de salário. Uma das coisas que se investiga em casos assim é se os bens que a pessoa tem são compatíveis com o salário dela. Além das motos, carros, os suspeitos têm imóveis muito caros em seus nomes.

O PT está sempre metido em confusão, hein?
Já estou vendo que você vai me chamar de petista, mas, como eu disse, esse pessoal atuou durante a gestão do Gilberto Kassab (PSD).

Mas não tinha um dos caras que estava no governo?
Quando você quer, você sabe de tudo, não? Verdade. Mas isso não quer dizer que isso tenha alguma coisa a ver com o governo atual. Ainda está acontecendo a investigação. Por enquanto, nem o Kassab está sendo acusado de nada. Então, não vai dizer que eu sou kassabista?

Você fica em cima do muro!
Eu não. Mas isso aqui não é uma coluna de opinião política, é o Me Explica?. Claro que a minha opinião está em tudo, mas tenho explicar sem tomar partido, literalmente.

Saiba mais:
G1: Operação prende suspeitos de desvio em SP
Revista Forum: Desvendado esquema de corrupção em SP
Folha: Infográfico explica o caso
Folha: Defesa afirma que acusados são inocentes
R7: Mais de 100 empreendimentos estariam envolvidos