Ver Hong Kong num mapa maior

OK, lá vamos nós de novo! Por que estão acontecendo protestos em Hong Kong?

Vamos lá! Os cidadãos de Hong Kong estão protestando por causa das eleições de 2017, acredita?

Mas por quê? A campanha já começou?

Não. A questão é a seguinte: talvez você não saiba, mas Hong Kong pertence à China. Ela é uma região com uma certa autonomia, mas ainda tem que obedecer ao governo central do país, que é muito centralizado e controlado por um único partido, o Partido Comunista Chinês. Pois bem: o governo da China tinha prometido, em 1997,  que os cidadãos de Hong Kong poderiam ter eleições livres para escolher seus governantes em 2017. Mas a promessa não será cumprida e as pessoas foram às ruas protestar.

Calma, acho que não entendi. Como funciona hoje?

O governante de Hong Kong é indicado pelo governo chinês.

Tá. E os chineses tinham prometido o que exatamente?

Que o chefe do executivo de Hong Kong seria escolhido pelo voto direto dos cidadãos. Mas foi anunciado que os planos dos chineses mudaram: os cidadãos poderão sim votar, mas em candidatos escolhidos pelo governo central da China.

O que aconteceu em 1997? Por que foi nessa data que fizeram a promessa?

Até 1997, Hong Kong era colônia do Reino Unido. Foi nesse ano que os britânicos entregaram a ilha à China. Você sabia que se fala inglês por lá?

Olha só! E Hong Kong também é comunista?

Bom, não exatamente. O país é um dos centros financeiros mais importantes do mundo e as pessoas têm mais liberdade do que na China. Mas, como o site Vox mostrou, o povo de lá é consideravelmente conservador. Enquanto 48% das pessoa acham que a proposta de eleições da China deveria ser mais democrática, ainda existe 39% que acham que o plano deveria ser aceito e pronto. 

A polícia está reprimindo os protestos?

Sim. Muita gente foi para as ruas no fim de semana e a polícia reprimiu os protestos com bombas de gás lacrimogênio no domingo. Nesse vídeo dá para ver um pouco como isso aconteceu:

 

E agora?

Muitas pessoas continuaram nas ruas e até dormiram no asfalto de domingo para segunda. Várias avenidas importantes foram fechadas. Parece que os protestos vão continuar por pelo menos alguns dias.

É uma primavera chinesa?

Vamos com calma. Ainda é cedo para dar nome. Sejamos sinceros: a gente não entende muito bem a política de outros países e isso também é verdade nesse caso. Sim, tem muita gente que se apressa e quer dar um nome “bacaninha” para protestos que pedem democracia, mas vamos ver o que acontece. O que a gente sabe é: é um movimento aparentemente criado pelos jovens e que pede mais democracia. Prefiro saber o que os especialistas pensam antes de falar em “primavera” ou coisa parecida.

Estão chamando de “Revolução dos Guarda-Chuvas”!

Sim, porque muitas pessoas estão usando guarda-chuvas para se proteger do spray de pimenta da polícia. Mas, vamos com calma: ainda é cedo para chamar de “revolução”.

Saiba mais:
– Entenda os protestos em Hong Kong (BBC)
– Protestos fecham escolas e bancos em Hong Kong (O Globo)
– 10 fotos dramáticas que mostram os protestos (Vox, em inglês)
– Os protestos explicados (Vox, em inglês)
– 15 passos para entender os protestos (Buzzfeed, em inglês)

4 comentários

  1. Langstein de Almeida Amorim

    Com a economia chinesa crescendo a taxa de 7,5% sobre seu 2º maior PIB do mundo, não há protesto que avance mais do que alguns palmos. O PIB chinês cresce a 7,5 enquanto o do USA não passa de 2.6% a.a; o da Inglaterra, da França e da Alemanha não chegam a 3%.
    Se a Elite de Guerra americana não derrubou o governo nacionalista chinês nos anos 80 do século passado, quanto mais agora quando a China ocupa o lugar de 2ª potência mundial. Qualquer tentativa nesse sentido será suicídio e o fim da vida no planeta terra…
    É lastimável que a mídia vinculada à dominação do Sistema Financeiro do EUA, esteja incentivando os outros a brincarem com lavaredas altas.
    Por Langstein de Almeida Amorim

  2. camara

    Como era no tempo em que era Colônia Britânica, havia eleições livres em Hon Kong????Era uma colônia que possuia total democracia e portanto elegia seus governantes, quando britânica??

  3. Bruna

    Nossa, parabéns pela matéria explicou de forma clara e fácil.
    Virei fã do site .