(Foto: Divulgação)

Quem foi essa Tomie Ohtake, que morreu hoje?

Era uma artista plástica nascida no Japão e naturalizada brasileira. Tinha 101 e fazia arte abstrata: pinturas e esculturas. Ela ficou famosa na década de 60 e era considerada a “grande dama das artes brasileiras”. Morreu hoje, como você disse, aos 101 anos, vítima de complicações de uma pneumonia.

Escultura da artista na Cidade Univesitária da USP ("Tomie Ohtake - MAC-USP 2" por Dornicke - Obra do próprio. Licenciado sob CC BY 3.0, via Wikimedia Commons)

Escultura da artista na Cidade Univesitária da USP (“Tomie Ohtake – MAC-USP 2” por Dornicke – Obra do próprio. Licenciado sob CC BY 3.0, via Wikimedia Commons)

Eu conheço alguma obra dela?

Se você mora em São Paulo ou visita bastante a cidade, é provável que sim. Na avenida 23 de Maio há uma escultura dela, com várias estruturas de concreto onduladas. Também há obras da artista no metrô Consolação e no teto do Auditório Ibirapuera, dentro do parque de mesmo nome. Na capital paulista há 27 obras de Tomie Ohtake em vários locais da cidade.

O que é arte abstrata?

Como define o site Casa da Cultura, é um tipo de arte na qual “o artista se expressa através de formas, cores, texturas e ritmo inteiramente livres de qualquer influência de objetos da realidade”. “Não tenta representar a imagem de nada.” O texto ainda diz: “O início do movimento abstrato é geralmente atribuído a Wassily Kandinsky, que por volta de 1910 passou a pintar quadros puramente abstratos, mas houve outros artistas que adotaram esse rumo, entre eles Robert Delaunay, Kazimir Malevich e Vladimir Tatlin”.

Quadro abstrato de Tomie Ohtake (Divulgação)

Quadro abstrato de Tomie Ohtake (Divulgação)

A Tomie Ohtake era importante?

Sim. Era considerada uma das principais artistas brasileiras e era reconhecida no mundo todo. Participou de cinco edições da Bienal Internacional de São Paulo, o principal evento do ramo no nosso país.

E o que ela tem a ver com o Instituto Tomie Ohtake?

Tudo. Ela foi a criadora dessa instituição, que promove exposições, palestras e outros eventos ligados à arte e arquitetura do Brasil e de fora. Criado em 2000, esse é hoje um dos principais espaços de mostras de São Paulo e já recebeu obras de Salvador Dalí, Yayoi Kusama, Ron Mueck e outros artistas consagrados.

O projeto do prédio é dela?

Não, é do filho dela, o arquiteto Ruy Ohtake, que também desenhou o hotel Unique, que fica avenida Brigadeiro Luiz Antonio, em São Paulo.

 

Saiba mais: 
– Site do Instituto Tomie Ohtake
– Tomie Ohtake foi um dos mais importantes nomes da arte abstrata no Brasil (Zero Hora)
– Tomie Ohtake, artista plástica, morre aos 101 anos em São Paulo (G1)
– O que á arte abstrata? (Casa da Cultura) 

Tags