O que é Estado Islâmico? É um grupo terrorista?
Pode-se dizer que sim. O Estado Islâmico (ou Isis, na sigla em inglês) era aliado da Al-Qaeda. No início de 2015 os dois grupos se desentenderam e o Estado Islâmico começou a agir sozinho.

Ele é diferente do Al-Qaeda?
Sim, porque está tentando conquistar um território e se estabelecer como um país. Eles começaram a atacar áreas no Iraque e na Síria para criar um estado baseado numa visão extremista do Islã. Querem criar um califado sunita.

Essa história tem alguma coisa a ver com o Saddam Hussein?
Sim. Hussein era sunita, como os membros do EI, e essa corrente religiosa dominou o Iraque durante décadas. Depois da queda do ditador, o governo apoiado pelos Estados Unidos foi composto por xiitas. Os sunitas se sentiram excluídos e queriam ter mais poder. Sunitas e xiitas são rivais há séculos e essa situação política agravou a situação e favoreceu o fortalecimento do EI.

Por que eles matam pessoas e filmam tudo?
Para assustar e mostrar que têm poder. As execuções com cara de filme também servem para recrutar gente nova pelo mundo. A ideia é seduzir os mais jovens vendendo a eles a ideia de vingança e força. E essa tática tem funcionado.

E por que pessoas do Ocidente se juntam a eles?
Muitos deles são filhos de imigrantes árabes e de países muçulmanos, e se sentem discriminados nos países onde nasceram porque têm uma cultura diferente. Em geral, decidem se juntar ao Estado Islâmico para se vingar.

Como eles conseguem dinheiro para agir?
O financiamento do EI veio quando países ocidentais (como os EUA) financiaram grupos rebeldes para lutar contra o ditador sírio Bashar Al-Assad, que ainda está no comando do país. Esse foi o o começo do nascimento do Estado Islâmico. Hoje, vivem de pedido de resgate de sequestros de estrangeiros, cobrança de impostos das áreas que dominam e roubo a bancos.

Quantas pessoas fazem parte do EI?
Estimativas falam em 50 ou 60 mil combatentes. O número preciso é impossível de saber, ao menos por enquanto.

Quem são os curdos e o que eles têm a ver com isso tudo?
Os curdos são uma etnia que vive há séculos entre o Iraque e a Turquia. Eles tentam há muito tempo ter um estado próprio, que se chamaria Curdistão. O Estado Islâmico invadiu áreas pertencentes aos curdos, que se juntaram na batalha contra o grupo sunita.

5 comentários

  1. Thainá

    Conheci o seu site hoje e olha, você está de parabéns, me ajudou bastante. Continue assim. Beijos.

  2. RICARDO

    OAS EUA, SÃO A MALDIÇÃO DA TERRA, ELES FINANCIARAM O EI E AGORA ESTÃO TENTANDO EXTERMINA – LOS.