Entenda o vazamento das conversas de Renan Calheiros

3

Texto: Ariadne Bognar
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Quem é Renan Calheiros?
Está em seu terceiro mandato no Senado. Ele se envolveu no escândalo de corrupção apelidado de Renangate, em que foi acusado de receber ajuda financeira de lobistas ligados a construtoras em 2007 (mas não foi condenado) e é um dos investigados na Operação Lava Jato.

Porque estão falando dele?
Porque foram divulgadas, pelo jornal Folha de S. Paulo, conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, em que Renan diz, entre outras coisas, que estaria conversando com integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) para falar sobre o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Isso é um fato grave porque pode indicar que o Poder Legislativo e o Poder Judiciário têm algum tipo de acordo para tirar Dilma do cargo.

O que mais ele diz?
Ele também critica a decisão do STF que permite que, pessoas condenadas na segunda instância sejam presas antes de apresentarem todos os recursos possíveis.

Quem é Sérgio Machado?
Foi nomeado presidente da Transpetro pelo ex-presidente Lula e foi mantido no cargo pela presidente afastada Dilma Rousseff. Segundo as investigações da Lava Jato, ele se envolveu em esquemas de corrupção relacionados à Petrobras. Para conseguir diminuir sua pena, gravou conversas para tentar negociar um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República.  Essa delação premiada já foi homologada (aprovada), pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

Mas o que significa delação premiada?
Em 2013, a  presidenta Dilma Rousseff criou a chamada “lei da delação premiada”. Essa expressão entrou na moda a partir da Operação Lava Jato, que usou muito essa estratégia para conseguir informações sobre o esquema de corrupção da Petrobras. Funciona assim: o juiz propõe um acordo ao  réu (acusado), em que ele detalha o crime, quem está envolvido ou informações importantes, em troca de benefícios, como a diminuição da pena.

E quem mais esse Machado gravou?
De acordo com a imprensa, Sérgio Machado também gravou suas conversas com os senadores Romero Jucá (divulgadas na segunda-feira (23) e José Sarney, que ainda não foram divulgadas.


Saiba mais:
Folha: Em conversa gravada, Renan defende mudar lei de delação premiada
Folha: Protagonista de crise, Sergio Machado negocia delação premiada
G1: Gravações indicam apoio de Renan a mudança na lei de delação premiada
Me Explica?: Entenda o vazamento das conversas de Romero Jucá

 

3 comentários

  1. Fernando

    Sempre gostei do blog pela imparcialidade, mas tendo a desconfiar sobre o teor das notícias uma vez que a presidente foi aqui chamada de presidenta. Existe algum motivo específico para isso? Abs

    • Me Explica?

      Fernando: em primeiro lugar, porque é a assim que ela prefere ser chamada. Adotamos a mesma posição do governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que faz oposição ao governo do PT, mas chama Dilma de presidenta. Além disso, a palavra consta nos principais dicionários da língua portuguesa. Obrigado.

      • Fernando

        Obrigado pela resposta! Em tempos que discussões sobre gênero são tratadas de maneiras “partidárias” (liberdade aos canhotos e tradicionalismo aos destros), achei que valia a pena o esclarecimento. Obrigado e um abraço!