Texto: Ariadne Bognar
Imagem: Reprodução/Twitter

Vi que Eduardo Suplicy foi preso. O que aconteceu?

Suplicy acompanhava uma reintegração de posse em São Paulo e foi preso por desobediência e obstrução à Justiça, segundo a Polícia Militar.

Como assim?

Para impedir que a Polícia Militar despejasse 350 famílias da Cidade Educandário, na região da Rodovia Raposo Tavares, o ex-senador se deitou no chão. Por causa disso foi detido.

Veja o momento em que Suplicy foi detido:

 

Qual o motivo da reintegração de posse?

Segundo a prefeitura, a área ocupada pertence ao município e tem risco de desabar, o que impede as pessoas de morar lá. A Defesa Civil do município informou que havia a possibilidade de retirar apenas algumas casas, mas o risco é muito grande, então o local precisa ser inteiramente desocupado.

Ah, então a área é da prefeitura? Foi o Haddad que mandou o pessoal sair de lá?

Não. Quando uma área apresenta risco à vida das pessoas por algum motivo, a Defesa Civil é obrigada por lei a informar a Justiça Estadual, que é quem emite a ordem de reintegração de posse. Portanto, o prefeito não foi quem pediu que a área fosse desocupada.

Mas não entendi: o que o Suplicy foi fazer lá se não tinha mais jeito?

Suplicy estaria ali para fiscalizar a ação da PM e evitar que houvesse algum tipo de abuso contra os moradores.

Ele não tem mais cargo nenhum. Ele pode fazer isso?

Pode. Mesmo como cidadão, ele tem o direito de observar ações como essa. E Eduardo Suplicy atua na área dos direitos humanos há muitos anos.

Você está protegendo ele porque ele é petista?

Não. Estamos apenas relatando o que aconteceu. Se a polícia julgar que Suplicy cometeu alguma irregularidade, poderá abrir um inquérito contra ele.

Ele vai continuar preso?

Não, ele já foi liberado, conforme informou o Estadão.


Saiba mais:

Estadão: Suplicy é detido durante reintegração de posse na zona oeste

4 comentários

  1. JULIANA ALBUQUERQUE GROSS

    Ai meu Deus!! Suplicy fofinho, é muito amor ❤