Texto: Ariadne Bognar
Imagem: Divulgação

Todos os sites de notícias estão falando de Hector Babenco. Quem é ele?

Hector Babenco é um roteirista, produtor e diretor de cinema, um dos mais importantes do Brasil. Nasceu na Argentina, mas se naturalizou brasileiro e morreu hoje (14) por causa de uma parada cardíaca.

O que ele fez antes de ser diretor de cinema?

Babenco foi carregador de malas, lavador de pratos, fotógrafo lambe-lambe, vendedor de túmulos e figurante em filmes de faroeste na Espanha e na Itália, até que se transformou em um dos mais importantes cineastas modernos.

Assista à entrevista de Babenco ao Roda Viva em 2014:

O que ele fez de importante?

Babenco produziu muitos filmes, entre eles O Beijo da Mulher-Aranha, que recebeu 4 indicações ao Oscar, acabou não recebendo nenhum, mas William Hurt, ator americano, levou o Oscar de melhor ator. Com Carandiru, baseado no livro Estação Carandiru, de Drauzio Varella,  ganhou vários prêmios no Brasil e no Exterior. Também fez o longa Pixote: A Lei do mais Fraco, muito aclamado pela crítica e indicado ao Globo de Ouro.

Trailer do filme Meu Amigo Hindu, com Maria Fernanda Cândido, Selton Mello e Bárbara Paes:

Ele tinha feito algum filme recentemente?

Sim. Em 2015, lançou um filme semiautobiográfico chamado Meu Amigo Hindu, baseado em fatos reais. No filme, Babenco recria sua batalha contra um câncer no sistema linfático.


Saiba mais: 

Folha de S. Paulo: Morre, aos 70 anos, o diretor Hector Babenco
O Estado de S. Paulo: Editor do Caderno 2, Ubiratan Brasil, analisa vida profissional de Hector Babenco
Época: Hector Babenco revê a própria vida e faz ode ao cinema em seu novo filme “Meu amigo hindu”