Já estou ficando meio cansado, mas vi que hoje teve mais uma operação da Polícia Federal. Foi no Senado, é isso? Prenderam algum senador?

Não! A Operação Métis, mais uma fase da Lava Jato, de fato foi ao Senado, em Brasília, mas o alvo eram integrantes da Polícia do Senado. Nenhum senador foi preso.

E o que a Polícia do Senado tem a ver com a Lava Jato?

Segundo o Ministério Público Federal, os quatro policiais obstruíram a justiça e atrapalharam as investigações. Por isso, foram presos.

O que eles fizeram?

Encontraram e destruíram escutas (grampos) que estavam na casa de senadores. Essa atitude dos policiais foi considerada ilegal pela Lava Jato porque os grampos estavam autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O que o STF tem a ver com a história?

Não sei se você se lembra, mas qualquer investigação relativa a pessoas com foro privilegiado, como é o caso de senadores e deputados, tem de ser autorizada pelo STF.

Calma, deixa eu entender: Então a PF prendeu esses policiais do Senado porque eles destruíram grampos que estavam na casa dos senadores? E tinham sido autorizados pelo STF?

Perfeito. É exatamente isso. E o fato de eles terem retirado e destruído as escutas foi considerada pelo MPF e pelo juiz que autorizou a operação uma obstrução de justiça.

Me explica uma coisa: os policiais sabiam que esses grampos eram autorizados?

Não está claro ainda se sabiam ou não.

E os senadores? Sabiam?

Também não está claro.

Mas os senadores tinham o direito de pedir à Polícia do Senado que fizessem isso?

Sinceramente, não sei dizer. Segundo a Lava Jato, o fato de senadores terem levado os policiais para fazerem esse serviço em suas casas é irregular. A senadora Gleisi Hoffmann diz que não é irregular. Ela admitiu ter pedido que se fizesse uma varredura em sua casa, em Curitiba. Segundo a parlamentar, ela até registrou o pedido formalmente.

Certo. E essas varreduras foram feitas nas casas de outros senadores?

Segundo informações do site G1 e do Estado de S.Paulo, foram feitas também nas residências dos senadores Fernando Collor de Mello (PTC, Alagoas), Edison Lobão (PMDB, Maranhão) e do ex-senador José Sarney (PMDB, Maranhão).

Os senadores também podem ser presos por esse motivo? Pela varredura?

Até onde a gente sabe, não existe nenhum pedido de prisão de senadores no STF.


Saiba mais: 

G1: PF prende policiais legislativos suspeitos de atrapalhar investigações

UOL: PF prende policiais acusados de atrapalhar Lava Jato; Gleisi admite varredura

UOL: Em nota, Renan diz que polícia do Senado respeita normais legais