A febre amarela conseguiu, ainda que por alguns instantes, virar o assunto do momento do Brasil. Até a política e o futebol ficaram de lado por causa da doença, que tem assustado moradores de cidades como São Paulo, São Bernardo do Campo e Rio de Janeiro. Entenda o que está acontecendo e como se proteger. 

O que é a febre amarela?

É uma doença grave, que é transmitida aos humanos por meio da picada de um mosquito.

Como alguém fica com febre amarela?

Se uma pessoa for picada por um mosquito infectado, pode ter a doença.

Quais são os sintomas da febre amarela? Como sei se estou com essa doença?

Na maioria dos casos, ela causa febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos (1).

Qual mosquito causa a febre amarela?

Nas cidades, o Aedes aegypgti, o mesmo que causa a dengue.

Posso pegar febre amarela se chegar perto de alguém infectado? Se essa pessoa tossir ou espirrar em mim?

Não. O único jeito de pegar é sendo picado por um mosquito infectado com o vírus da febre amarela.

Os macacos transmitem febre amarela? Tenho que ficar com medo deles?

Não. Os macacos não transmitem febre amarela. Quem transmite a febre é o mosquito. Eles também podem ser contaminados pelo vírus.

A febre amarela pode matar?

Pode. Mas os casos em que isso acontece são a minoria. A maioria das pessoas se recupera (2). E, depois de ser infectada uma vez, fica imunizada (protegida) para o resto da vida.

Como faço para me proteger?

O jeito mais seguro é tomando a vacina contra a doença. Mas, como muita gente tem procurado os postos de saúde, está difícil de encontrar doses dela.

Todo mundo tem que se vacinar?

Não. Apenas quem vive perto de áreas de risco ou vai viajar para algum lugar onde exista risco. Mas o Ministério da Saúde decidiu que as populações de Rio, São Paulo e Bahia devem receber a vacina preventivamente, para que a febre amarela não se espalhe.

A vacina da febre amarela faz mal? Pode matar?

Ela é feita de uma parte do vírus que causa a doença. Então, ela pode, em alguns casos, causar reações ou até causar a própria doença (3). Mortes são raras e se restringem a pessoas frágeis, como crianças pequenas e idosos.

A vacina tem prazo de validade?

Não. Em 2014, a Organização Mundial da Saúde decidiu que quem já tomou a vacina não precisa mais tomar outra dose (4). Antes, era necessário ser imunizado a cada 10 anos. Mas quem tomar a dose fracionada vai precisar uma nova dose daqui a oito anos (5).

As crianças devem ser vacinadas?

Apenas as que têm mais de 9 meses. Se o bebê viver nas áreas consideradas de risco, ele deve ser vacinado, mas apenas a partir dos 6 meses (6).

E as gestantes?

As gestantes que morarem em áreas de risco devem procurar o médico para saber se podem tomar a vacina. Caso possam, ela pode ser aplicada em qualquer momento da gestação (7).

Todo mundo pode tomar a tal vacina fracionada?

Não. Menores de dois anos, gestantes e pessoas com problemas graves de saúde não devem toma-la. Se você for viajar ao exterior, deve tomar a vacina integral. Nesse caso, é exigido que o passageiro tenha tomado a dose que imuniza pela vida toda (8).

*****

(1, 2) Fiocruz

(3) Folha de S.Paulo

(4) Anvisa

(5, 6, 7, 9) Agência Lupa