Já estou ficando perdido com tantos protestos em tantos países. Por que estão acontecendo esses protestos no Chile?

Você tem razão, a gente tem visto vários protestos aqui na América do Sul. Vamos falar dos protestos no Chile. O povo de lá está protestando desde a semana passada porque o governo aumentou o preço do metrô. Quer dizer, os protestos começaram por causa disso. Depois, a insatisfação também incluiu o sistema de aposentadoria, o aumento na conta de luz, a falta de acesso à educação e a economia do país em geral.

O que o governo do Chile fez depois que os protestos começaram?

O governo do presidente Sebastián Piñera colocou o exército nas ruas no sábado por conta do aumento da violência dos protestos. Foi a primeira vez desde o período da ditadura (que acabou em 1990) que o exército foi às ruas. Além disso, foi imposto um toque de recolher. Ou seja, as pessoas não podiam ficar na rua à noite sob a pena de serem presas.

Com o exército nas ruas, a coisa se acalmou?

Não. As pessoas não aceitaram o toque de recolher e foram às ruas mesmo assim. O exército tem reprimido as manifestações com violência, o que está deixando os chilenos revoltados.

Mas por que colocaram o exército na rua?

Por conta de alguns saques que ocorreram durante os protestos da semana passada. Foi essa a justificativa que o governo deu. Na verdade, o governo decretou um estado de emergência. Isso quer dizer que por 15 dias os direitos dos cidadãos estão restritos, numa tentativa de acalmar as coisas no país.

Os protestos conseguiram alguma coisa?

Sim. O governo cancelou o aumento da tarifa do metrô. Mas mesmo assim os protestos continuam. O aeroporto de Santiago (capital do país) está fechado e as aulas foram canceladas nessa segunda-feira (21).

E me diz uma coisa: esses protestos têm alguma coisa a ver com os do Equador e os do Peru?

Não, os protestos não estão ligados. É uma mistura de coincidência com problemas econômicos que todos esses países têm enfrentado. Na Argentina também têm acontecido manifestações contra as políticas do atual governo.

Saiba mais: 

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/10/20/entenda-a-onda-de-protestos-no-chile.ghtml

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/10/19/presidente-do-chile-decreta-estado-de-emergencia-apos-protestos-em-santiago.ghtml

 

Tags