Vi que ontem (domingo) aconteceu uma confusão no Recife. O que foi?

Uma menina de 10 anos passou por um procedimento de aborto depois de ser estuprada pelo tio e ficar grávida. O caso aconteceu no Espírito Santo. 

Então porque ela estava no Recife?

Porque o hospital que tinha condições de realizar o procedimento no Espírito Santo negou atendimento a ela. O procedimento foi marcado, então, no Recife. 

Por que teve essa confusão na porta do hospital?

Um grupo de políticos, militantes conservadores, católicos e evangélicos cercou o hospital para tentar impedir que o aborto ocorresse. 

Por que eles estavam contra o aborto? Era ilegal?

Não, a lei brasileira permite que, em caso de estupro, seja realizado o aborto. Os manifestantes diziam estar protestando “a favor da vida”, dizendo que a menina de 10 anos deveria dar à luz à criança mesmo se tratando de um procedimento legal, previsto pela legislação. 

Vi que teve um outro grupo que protestou. O que eles diziam?

Que o aborto deveria acontecer exatamente porque a lei permite. E, por se tratar de uma criança, a vida da menina que sofreu o estupro estaria em risco caso a gravidez fosse adiante. 

Como faço para saber mais sobre esse caso?

Leia esta matéria aqui, do Jornal do Commercio: https://jc.ne10.uol.com.br/pernambuco/2020/08/11963431-confusao-com-vereadores-e-deputados-marca-aborto-legal-de-crianca-de-dez-anos-no-recife.html

Me Explica?

Autor Me Explica?

Mais posts de Me Explica?

Deixe seu comentário